Trabalho no intercâmbio não é a prioridade!

Tempo de leitura: 2 minutos

Ta bom! Ta bom! Calma! Você leu o título e já ta pensando:

Mas Marião, eu não sou rico, se eu quiser ir pra Dublin eu vou ter que arrumar um emprego pra me manter, senão vou ter que voltar para o Brasil!

Fonte: Google Images

E eu concordo com você, se você não for rico vai ter sim que trabalhar aqui. O que acontece é que a galera tá colocando o trabalho em primeiro plano e esquecendo o real motivo de vir pra cá. Que é estudar inglês.

Digo isso porque constantemente eu recebo vários questionamentos sobre como encontrar um emprego rápido sem saber inglês, como se houvesse uma palavra mágica pra isso. E na real existe, a palavra mágica para encontrar um emprego rápido é estude.

Com um bom inglês tudo será muito menos complicado, o que não quer dizer que será fácil. Mas sabendo entender o que o empregador diz e sabendo se expressar fica muito mais fácil “vender o seu peixe” e convencer o patrão a se tornar o seu patrão.

É muito importante ter esse medo de que se o dinheiro acabar tudo estará perdido. Ele vai ser o combustível pra dar o seu melhor tanto dentro da sala de aula quanto na rua enquanto estiver na caça de um trabalho.

Lembre-se que você vem com pelo menos 3000 euros (recomendo pelo menos 4000). Lembre-se que esse valor vai segurar as pontas pelos primeiros meses. Assim você poderá se dedicar exclusivamente ao aprendizado do inglês. Aí, lá pelo seu segundo ou terceiro mês você pode começar a procurar um emprego. Com 12 semanas de dedicação as aulas e a prática do inglês você já consegue uma boa base.

Fora que depois de alguns meses aqui você já vai conhecer muita gente, o que facilita muito uma indicação, que é a forma mais fácil de conseguir um trabalhinho.

Sempre fazendo uma coisa de cada vez, não adianta nada arrancar os cabelos com medo de não encontrar um trabalho se você nem chegou aqui. Primeiro vem, depois estuda e quando chegar a hora você vai atrás de um trabalho. Tudo vai dar certo, apenas deixe as coisas acontecerem no seu tempo.

Não se esquecendo jamais que a razão de você vir pra Dublin é de estudar. O trabalho é um extra, que vai te ajudar e jamais ser a razão de você vir pra cá. Afinal o seu visto é de estudante com permissão de trabalho. E não de trabalho com possibilidade de estudo.

Estamos combinados?

De qualquer forma é valido já aprender como fazer um bom curriculum. Então eu te convido a dar uma olhada no video que eu tenho sobre como fazer um bom curriculum.

Aquele abraço.

 

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.